Notícias

15.000 cientistas de 184 países assinam alerta climático e propõem alimentação sem nada animal

15.000 cientistas de 184 países assinam alerta climático e propõem alimentação sem nada animal

Pecuária é insustentável.

Um novo alerta sobre os problemas do clima foi publicado por cientistas na revista BioScience (confira aqui, em inglês).

Em 1992, o primeiro alerta havia sido dado com a assinatura de 1.700 especialistas. Desta vez, 15.000 cientistas de 184 países assinaram a carta de alerta, demonstrando que a comunidade científica está praticamente em uníssono sobre o assunto.

O documento foi batizado como “Alerta dos cientistas do mundo para a humanidade: um segundo aviso”.

Assim como na primeira carta de alerta, publicada há 25 anos, os cientistas propõem diversas medidas que devem fazer parte da política pública mundial para frear o aquecimento global e tornar o mundo mais sustentável.

Entre as diversas medidas propostas, os cientistas falam em ampliação ao acesso a métodos contraceptivos para evitar que a população cresça desordenadamente, uso de energias renováveis e fim do subsídio aos combustíveis fósseis. Chama atenção também o fato de a carta afirmar que é preciso que a população mude para uma alimentação baseada em plantas, ou seja, sem nada de origem animal.

“Para evitar a miséria generalizada e a perda catastrófica de biodiversidade, a humanidade deve praticar uma alternativa mais sustentável aos negócios. Esta receita foi bem articulada pelos principais cientistas do mundo há 25 anos, mas, na maioria dos aspectos, não atendemos seu aviso.” – diz a carta.

O documento prova, mais uma vez, que a pecuária é insustentável do ponto de vista ambiental e será cada vez mais, à medida que a população cresce.

Fonte: Vista-se


Compartilhe no Facebook