5 mitos veganos para você desmistificar hoje mesmo!

 

A nutrição vegana tem se tornado cada vez mais comum, seja pelos benefícios que ela é capaz de oferecer à saúde, seja pela preocupação ambiental ou simplesmente pela preocupação relacionada aos cuidados com os animais.

A verdade é que ela conquista novos adeptos todos os dias. Por outro lado, com a popularização das dietas livres de produtos de origem animal, muitos mitos veganos são disseminados envolvendo esses tipos de alimentos.

Com o objetivo de desmistificar ideias erradas que as pessoas possam vir a ter, neste conteúdo apresentaremos a você os 5 principais mitos veganos. Confira!

1. São alimentos ruins ou sem gosto

Há quem acredite que veganos só comem salada, porque os alimentos são insossos ou até ruins mesmo.

No entanto, isso é um mito, pois, apesar da restrição a qualquer alimento de origem animal, existem inúmeros itens e receitas deliciosas disponíveis, com alimentos diversificados como iogurtes, queijos, quinoa e grão-de-bico.

Assim sendo, é perfeitamente possível ter uma dieta bem variada, com vários outros pratos e produtos saborosos além da salada tradicional.

2. Apresentam pouca demanda

Nos últimos anos, tanto o movimento quanto o mercado vegano têm crescido bastante. Prova disso é que, nos Estados Unidos, por exemplo, o número de pessoas veganas aumentou em 600% em três anos. Hoje em dia, a demanda é alta, ainda mais por estar presente na dieta de quem tem restrições alimentares.

Dito isso, se você disponibiliza alimentos de origem vegetal em seu negócio, consegue atingir não só os consumidores veganos mas também os vegetarianos, os alérgicos à proteína do leite, os celíacos, os intolerantes à lactose e ainda aqueles que estão em busca de uma alimentação saudável.

3. São difíceis de encontrar no mercado

Talvez esse seja um dos mitos veganos que se sustentava até certo tempo atrás. Contudo, isso não é mais verdade. Se você pesquisar em muitas lojas conhecidas, vai perceber que elas têm uma grande variedade de itens de origem 100% vegetal, inclusive com setores exclusivos para isso.

Outro canal que funciona como uma mina de ouro para esse tipo de produto é a internet. Além disso, por exemplo, agora que os benefícios dos grãos estão amplamente difundidos na mídia, são produtos mais fáceis de serem encontrados nos estabelecimentos. Basta pesquisar.

4. Todos os produtos são feitos de soja

O consumo de soja é sim permitido em uma dieta vegana, porém é preciso manter um equilíbrio com os demais alimentos ingeridos, a exemplo de folhas e vegetais. Diante disso, é um erro acreditar que todos os produtos são feitos à base desse grão. Isso porque é possível encontrar derivados de castanha de caju, de amêndoas, de coco e de muitos outros grãos, leguminosas e vegetais tão ricos em nutrientes quanto a soja.

5. Não têm os nutrientes necessários

Afirmar que as fontes de proteínas advêm apenas da carne animal é um mito. Isso porque a dieta vegana reúne alimentos cheios de fibras, vitaminas, minerais e proteínas, como grãos, feijões, frutas, legumes e castanhas.

No mercado, há uma grande variedade de vegetais que funcionam como fonte de proteína e não têm nem o colesterol nem a gordura saturada presentes nos produtos animais. Além disso, alguns alimentos são fortificados com proteínas e vitaminas vegetais que suplementam a alimentação vegana.

Por fim, tenha em mente a importância de buscar mais informações sobre novos produtos que têm se popularizado no mercado, como os sem glúten e os sem lactose, para acabar com esses mitos veganos e diversificar o seu mix de produtos.

Se você gostou deste artigo e quer ficar por dentro dos melhores conteúdos sobre o assunto em primeira mão, assine agora mesmo a nossa newsletter!

Onde Encontrar